10/03/2009

Utilizando Recursos Didáticos com Criatividade


“ ... SE É ENSINAR, HAJA DEDICAÇÃO AO ENSINO; ...” Rm 12.7

O professor eficiente é aquele que baseia seu ensino em uma rica experiência de vida. Poderíamos dizer que quem pára de “crescer” hoje, pára de ensinar amanhã.
Ensinar é um dom maravilhoso, mas se não houver dedicação e uma preocupação em se capacitar, com certeza este professor terá dificuldades em exercer sua função diante de sua classe, diante de seus alunos, pois a cada dia que passa o mundo apresenta cada vez mais oportunidades às nossas crianças, aos nossos adolescentes, aos nossos jovens e adultos, que por diversas ocasiões sentem-se atraídos pela mídia, pela internet, por revistas e livros, os quais por determinados momentos ao invés de intruir e desenvolver valores; acabam distorcendo-os.
Mas como chamar a atenção destes alunos, de forma que possamos fazer com que eles se interessem pela Palavra de Deus e a amem? Bem professor, você é um dos responsáveis por esta aprendizagem, para tanto será necessário também a utilização de recursos, para que a compreensão de seu conteúdo ao ser transmitido possa ser melhor assimilado.
A utilização de recursos nos dias atuais são indispensáveis, mas os mesmos devem ser utilizados com criatividade, pois de nada adiantará possuir uma infinidade de materiais didáticos para trabalhar senão souber empregá-los.
Segundo Tuler, ...” o professor procura valer-se de certos recursos, tanto humanos como materiais, para melhor atingir os sentidos do aluno”. Mas o que são recursos didáticos e o que é criatividade?

1)Recursos didáticos, [do latim recursu, “auxílio, ajuda; ato ou efeito de recorrer”; do grego didáktikós, “relativo ao ensino ou à instrução”] são meios didáticos que servem para estruturar conceitos necessários à compreensão do que está sendo estudado. Ou seja, são recursos auxiliares do ensino que facilitam a assimilação da mensagem que se pretende comunicar.
A escolha dos recursos certos para serem trabalhados, devem seguir alguns requisitos:
a) Vantagens dos Recursos Visuais
b) Seleção e Análise
c) Ordem de Prioridade
d) Apresentação clara, simples e acessível

2)Criatividade, é a ação de criar algo novo, é combinar de forma diferente, é recriar algo já criado, é inventar coisas, é misturar idéias, é ser dinâmico. Para Platão, a criatividade é uma “forma de loucura”, e para Aristóteles, uma “inspiração divina”. A criatividade na prática docente cristã é insdispensável para todas as faixas etárias, principalmente para as infanto-juvenis.

O professor que é criativo se destaca pelos demais, pois é apreciado pelos alunos como o professor Super Legal, pois estes têm o dom de tornar situações extremamente complicadas em diversão e alegria.
Um modelo perfeito de professor a seguir é o nosso Mestre por Excelência: “O SENHOR JESUS”, Ele criou e utilizou de métodos interativos ao preparar seu pequeno grupo de alunos para mudar a história da humanidade. A seguir poderemos verificar alguns exemplos:
Métodos utilizados
Lições Práticas (Jo 4. 1-42)
Solucionando Problemas (Mc 10.17-22)
Conversas (Mc 10.27)
Perguntas (Mc 3.33)
Sermões (Mt 5-7; Jo 14-17)
Parábolas(Jo 10.1-21; 15.1-10)
Símbolos (Mt 26.17-30; Jo 13.1-20)
Grandes e pequenos grupos (Mt 5-7; Jo 14-17)
Exemplo (Lc 18.15-17)
Motivação (Mt 16.24-27; 20.21-28; Mc 1.16-18)
Ele mesmo (Mt 28.19,20)

Nos tempos de Jesus, não havia retroprojetor, slides, muito menos datashow; mas o Senhor Jesus usou de forma inteligente e atrativa os métodos de suas aulas expositivas e de narrações de histórias.
Se Jesus estivesse ainda hoje por aqui literalmente, ou seja, de forma humana entre nós, com certeza usaria todos os recursos disponíveis. Tudo isto para conduzir as pessoas para mais perto de Si.
O Criador é nosso modelo, por isso devemos refletir todos os seus atributos – não só o amor, a verdade e a misericórdia que formam a base para temas de sermões, mas, também a Criatividade.

* Conclusão
É de nossa responsabilidade ensinar a Palavra de Deus com dedicação, utilizando recursos quantos forem necessários para torná-la compreensível, prática e, a cada dia, mais amada por nossos alunos.


*Bibliografia
· ANTONIO GILBERTO. Manual da escola dominical.CPAD, RJ, 23ª ed., 2005.
· ANTONIO TADEU AYRES. Como tornar o ensino eficaz. CPAD, RJ, 7ª ed., 2003.
· MARCOS TULER. Recursos didáticos para a escola dominical.CPAD, RJ, 1ª ed., 2003.
· MARLENE D. LeFEVER. Métodos criativos de ensino. CPAD,RJ, 1ª ed., 2003.
* Material elaborado por Mirian Dorneles, em maio de 2008

Um comentário:

EBD criativa disse...

A Paz do Senhor! Gostei muito deste artigo. Também sou professora da Escola Dominical e amo ser. Este blog é ótimo.